Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Vinho e chocolate pode ser uma combinação dos deuses quando realizada corretamente. Assim como o vinho, o chocolate apresenta uma complexidade de sabores e texturas, com a possibilidade de alterações sutis em cada novo lote. Aprender a apreciar a sutileza e complexidade de sabores, que tanto o vinho quanto o chocolate têm, bem como ser capaz de combina-los, é um passatempo extremamente agradável. Aprenda 7 passos para combinar vinho e chocolate como um expert.

1. Harmonize por semelhança de doçura
Não escolha um chocolate mais doce do que o vinho que você irá beber. A doçura do chocolate não pode se sobrepor a do vinho, nesse caso, a harmonização tem que ser por similaridade. Ou seja, chocolate meio amargo harmoniza com vinhos de médio corpo mais frutados, e amargo com vinhos mais encorpados e potentes, como um Cabernet Sauvignon ou um Shiraz.

2. Compre sempre chocolate de qualidade
Tanto se ele for branco, ao leite ou amargo, sua produção deve ser impecável e a fabricação possuir padrões de alta qualidade. Procure as marcas mais conhecidas no mercado brasileiro como a Lindt, Ferrero Rocher e Chocolat Du Jour.

3. Combine vinho e chocolate de acordo com o seu tom
Assim como a comida, a regra geral é: quanto mais escuro o chocolate, mas escuro deve ser o vinho. Sendo assim, tintos encorpados são ideais para chocolates mais amargos, ou seja, com mais porcentagem de cacau. Se for harmonizar com chocolate branco, escolha um espumante brut ou demi-sec, pois os chocolates brancos são mais gordurosos e as borbulhas e acidez dos espumantes ajudam a limpar a língua.

4. Chocolate e vinho do Porto é uma das melhores harmonizações que você pode fazer
Se você nunca harmonizou um vinho do Porto com chocolate, não sabe o que está perdendo. Ele é o par perfeito para chocolates, principalmente os mais fortes. Sobremesas a base de chocolate também combinam perfeitamente com vinho do Porto, experimente fazer um delicioso bolo de nozes com cobertura de chocolate (hummm…). Lembrando que vinho do Porto é um vinho fortificado, ou seja, tem um maior teor alcoólico (geralmente 20%), pois durante a sua elaboração é adicionado aguardente vínica.

5. Em uma degustação, faça a sequência de harmonização começando pelas cores mais claras
Comece com chocolates brancos e ao leite mais claros, em seguida, vá para os de intensidade média, finalmente terminando com os amargos e escuros. Igualmente, combine os vinhos em ordem ascendente de corpo e tom.

6. Você pode harmonizar chocolate com diversos tipos de vinhos
Chocolate branco: combina com Sherry, espumante demi-sec, Muscat, Chardonnay frutado ou um Moscato d’Asti. Esses vinhos vão pegar os tons amanteigados e gordurosos do que nem sempre é considerado um chocolate “real”. Para aqueles que não se importam em correr riscos, um vinho contrastante com taninos pesados pode funcionar para cortar a gordura do chocolate branco.

Chocolate ao leite: experimente Merlot, Pinot Noir, Riesling, Muscat e vinhos de sobremesa. Tenha cuidado com os altos níveis de açúcar no chocolate ao leite, pois isso pode cancelar qualquer sabor frutado nos vinhos tintos secos, deixando-os com um gosto amargo.

Chocolate meio amargo (50% a 70%): os chocolates meio amargos são os mais fáceis de harmonizar. Podem acompanhar tanto tintos jovens como encorpados. Boas opções são o Cabernet Sauvignon, Shiraz, Carménère ou o vinho do Porto. Um Chianti pode combinar muito bem com um chocolate que tenha mais de 60% de cacau.

Chocolate amargo (70% a 100%): para os chocolates amargos, a dica é escolher um vinho com bom corpo e leve passagem por madeira. Boas opções são: Bordeaux, Merlot, Shiraz, Muscat, Porto, Malbec e Zinfandel.

Dica: Experimente champanhe ou espumante com todos os tipos de chocolates. Essa é uma variedade que complementa muitos sabores. Vinhos de sobremesa fortificados também harmonizam com qualquer chocolate.

7. O segredo é experimentar sem medo de errar
As diretrizes nesse artigo não são nada mais do que orientações, o segredo está em testar e ver o que funciona melhor para você. Harmonização, antes de tudo, é algo pessoal. Essas regras servem para nos ajudar em uma direção mais concreta. Combine diferentes vinhos com vários tipos de chocolates – eu sei que isso não será nenhum problema para você – e veja quais harmonizações funcionam melhor. O bom do vinho é essa possibilidade infinita de descobertas, e o prazer se potencializa, quando acertamos em algo que realmente gostamos.

Fonte: Wine For

Vinícola Fazenda Santa Rita

A Vinícola Fazenda Santa Rita está localizada nos Campos de Cima da Serra/RS e é uma centenária e tradicional empresa do agronegócio

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.